Hipertermia – Seu cachorro com muito, muito calor!

Olá, leitor! Continuando a nossa série de reportagens sobre o verão(veja a primeira reportagem aqui), hoje falarei sobre um dos temas mais importantes (é claro) do verão: o calor. Em geral, as pessoas se aliviam de várias formas quando está calor: usando "roupas mais leves", tomando banhos e usando ar-condicionado ou ventilador, por exemplo. Você aí de casa, do trabalho ou da praia já parou para pensar em como os cães não conseguem tomar banhos.

Já pensou no fato de eles terem pêlos e não terem glândulas de suor? Pois bem, pensando nisso, eu darei hoje aqui dicas de como diminuir o calor do seu cãozinho.

Uma forma óbvia (mais que nem todos percebem) de notar se o peludo está com calor é reparar se ele está de boca aberta. Se ele estiver excessivamente, tente fazer algo que diminua essa sensação(oferecer água, ir para sombra...).

Para evitar o calor em excesso:

- Evite passear nos horários mais quentes do dia (passeie no início da manhã e final da tarde);
- Passeie nos locais mais frescos e com mais sombra, levando sempre água e tomando cuidado para o cão não queimar a pata no chão;
- Tose-o;
- No caso de ser obrigado a usar focinheira, use sempre as mais arejadas;
- Deixe sempre água fria(não gelada!) para que o cachorro beba, durante todo o dia. É bom que você troque várias vezes;
- É importante falar que alguns cães tendem a pular em locais com água, como piscinas e lagos. Cuidado! Ele pode pular sem você ver e se afogar.

Além disso, aconselho que a frequência dos banhos, sem exageros, aumente e que você use água fria(e não gelada) para isso. Sem contar o fato de jamais deixar o cachorro no carro sozinho nem com os vidros meio-abertos, o que mencionei no artigo sobre viagens. Com certeza, com essa dicas, seu melhor amigo sofrerá muito menos com o verão.

Comentários